Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Hoje trataremos de um treino que pode ser utilizado em todos os níveis, desde o iniciante ao avançado, trata-se de um programa de treino que visa trabalhar o corpo todo (full body).

Quando o aluno inicia na academia é muito comum o professor escolher essa estratégia como forma de adaptação, mas se feito de forma correta pode ser uma excelente estratégia para intermediários e avançados.

O que é Treino Full Body?

Treino de corpo todo (Full Body) é um tipo de treino que trabalha praticamente todos os grandes grupos musculares e pode ser uma estratégia usada em etapas da periodização a fim promover uma preparação, variação ou performance do aluno/atleta, pode-se usar também para aqueles indivíduos que não podem treinar todos os dias.

Para que serve o treino Full Body?

Esse tipo de treino serve para trabalhar o corpo todo em uma única sessão de treinamento, indicado para diversos objetivos, desde a adaptação à hipertrofia.

Para quem é indicado o treino Full Body?

O treino Full Body é indicado para indivíduos iniciantes a fim de promover a adaptação e para indivíduos intermediários como estratégia visando preparação esportiva, variação do treino, hipertrofia, emagrecimento, se bem elaborado atingirá o objetivo do aluno.

Quais são os benefícios do treino Full Body?

Os benefícios em realizar este treino consiste principalmente em estimular o mesmo grupamento muscular 3 vezes na semana, podendo potencializar assim:

  • Ganho de Força
  • Emagrecimento
  • Definição
  • Economia de tempo
  • Recuperação total mesmo com cargas elevadas
  • Evitar sobrecarga nas articulações
Treino Full Body: O que é, para que serve e seus benefícios | Blog Integral - Imagem

Quais são as desvantagens do treino Full Body?

  • Não indicado treinar por 2 dias consecutivos
  • Dificuldade em segmentar os grupos musculares
  • Dificuldade em utilizar técnicas avançadas

Como é a divisão do Treino Full Body?

A divisão pode ser feita em treino A/B ou A/B/C, aqui vou apresentar uma proposta de treino A/B/C.

Plano de Treino Full Body

Sugestão para ser feito 2ª, 4ª e 6ª Feira

Treino A

Exercício

Séries

Repetições

Supino Reto com Halter

4

8 a 12

Remada Curvada

4

8 a 12

Desenvolvimento Máquina

4

8 a 12

Rosca Direta

3

10

Pulley Tríceps

3

10

Agachamento

3

10

Stiff

3

10

Panturrilha sentado

3

10

Abdominal 3

20

 

Treino B

Exercício

Séries Repetições

Leg Press

4

8 a 12

Mesa Flexora

4

8 a 12

Supino Inclinado

3

10

Remada Cavalinho

3

10

Crucifixo Inverso

3

10

Rosca 45º

3

10

Tríceps Corda

3

 

Panturrilha em pé

3

10

Prancha 3

30’

 

Treino C

Exercício

Séries Repetições

Supino Reto

4

8 a 12

Remada Unilateral

4

8 a 12

Elevação Lateral

4

8 a 12

Rosca Direta

3

12

Tríceps Testa

3

12

Elevação de Quadril

3

10

Afundo

3

10

Panturrilha em pé – unilateral

3

10

Abdominal Infra 3

20

 

Observação: Caso você seja iniciante, diminua as séries para 3 e aumente as repetições para 15, peça ajuda ao professor da academia para auxiliá-lo com os exercícios com halteres, ou converse sobre a possibilidade de adaptar para os aparelhos.

Conclusão

A utilização dessa estratégia pode ser muito benéfica em indivíduos iniciantes a fim de aprendizagem e adaptação, pode ser também uma excelente estratégia para variação nos programas de treinos e periodizações, lembre-se sempre de consultar um Profissional de Educação Física para auxiliá-lo em seus treinos para que você conquiste seus objetivos.

 Até mais!

Bons treinos!

Fernando Amaral – CREF 147145 – G/SP

Bacharel em Educação Física

Especialista em fisiologia do exercício e treinamento resistido – Na saúde, na doença e no envelhecimento – EEP/HCFMUSP