Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Os suplementos hipercalóricos, conhecidos antigamente como “massa”, são aqueles compostos com uma quantidade maior de calorias energéticas (carboidratos e gorduras) que calorias de construção (proteínas).
Há uma série de dúvidas sobre a utilização desse tipo de suplemento, neste artigo tentarei ajudá-los a obter o máximo dele.

A fase da vida em que o ser humano mais ganha peso é seu primeiro ano de vida (chegamos a dobrar de peso nesse período) e qual é nossa primeira refeição? Um hipercalórico chamado leite materno (60 ml de leite materno contém 2,5 g de proteína, 10,8 g de gordura e 17 g de carboidrato), caso não haja condições para amamentação, a saída é a suplementação com um leite hipercalórico de composição semelhante ao leite materno.

Para que server os hipercalóricos?

Os suplementos hipercalóricos surgiram desta ideia e com a mesma finalidade, ou seja, fornecer um aporte calórico acima dos gastos diários para que haja um saldo positivo e, consequentemente, ganho de peso e reposição de micronutrientes.

Sua aplicação prática: promover um ajuste dietético para aqueles que estão realizando protocolo de ganho ponderal, ou seja, supercompensação calórica, e não conseguem atingi-las via dieta convencional.

Nunca é demais lembrar que, para que ocorra hipertrofia muscular, é necessário um aporte calórico acima dos gastos. Imagine um indivíduo que possui um gasto diário estimado de 4 mil calorias, para atingir esse valor seriam necessários, aproximadamente, 2 kg de arroz branco com 1 kg de frango, esse montante pode ser difícil de ser consumido. É aí que entram os hipercalóricos, que ajudam o indivíduo a atingir suas necessidades diárias.

Indivíduos magros (ectomorfos), na ansiedade por ganhos, podem extrapolar suas necessidades… é necessário ter cuidado. A correta determinação do gasto energético é necessária para definir as doses totais de hipercalórico a ser consumido, promovendo os resultados esperados, um aporte excessivo pode prejudicar a absorção.

Qual o melhor hipercalórico?

Há vários tipos de combinações no mercado, as que considero adequadas são aquelas compostas por proteínas de alto valor biológico, como o whey protein; carboidratos de excelente qualidade, como por exemplo wazy maize; aminoácidos como creatina e glutamina e gorduras não saturadas na seguinte proporção: 80% carboidratos, 10% proteínas e uma quantidade mínima de gordura. Esta proporção ideal foi idealizada no hipercalórico da Integralmédica que vem conquistando o mercado: Sinister Mass.

Se você se encontra nessa situação, ou seja, não consegue atingir as calorias necessárias para obter os ganhos necessários, hipercalóricos são mais uma ferramenta para que seus resultados sejam alcançados de maneira correta e saudável.