Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Um dos suplementos mais utilizados atualmente e muito bem comprovado sua eficácia na ciência, a creatina vem ganhando cada vez mais espaço nos esportes. É é um composto nitrogenado formado a partir de três aminoácidos dentro do nosso corpo, e fica estocada em grande parte dentro da musculatura dos indivíduos (90 a 95%).

Sendo assim já podemos perceber que a função da creatina deve ter uma importante relação com a musculatura, local onde está armazenada. Sua função principal está relacionada com a regeneração de moléculas que produzem energia em nosso corpo, conhecidas como moléculas de adenosina trifostado (ATP), também conhecida como nossa “moeda de energia”.

SAIBA MAIS:
CREATINA INTEGRALMÉDICA
#INTEGRALTV, O MELHOR CONTEÚDO DA INTERNET

Ou seja, para a célula executar as suas funções (como contração muscular, por exemplo) é necessário energia, sendo assim é necessário ATP. Quando utilizamos a energia do ATP, essa molécula se torna uma adenosina difosfato (ADP), e para regenerar este ADP, uma molécula com menos energia, em uma molécula com mais energia (ATP), precisamos de compostos, como por exemplo a fosfocreatina.

Logo, a suplementação de creatina visa manter essa regeneração de energia altamente eficaz, fazendo com que, na prática, o indivíduo consiga realizar o movimento com mais força e potência (Rawson et al., 2018).  Essa resposta pode gerar uma melhora no rendimento durante a força executada na musculação, uma maior potência durante os “tiros” em alta intensidade em um exercício intervalado de alta intensidade (HIIT) que são característicos de diversos esportes como o futebol, voleibol, jiu-jitsu, crossfit e diversas outras modalidades.

Assim é importante ter um acompanhamento de um(a) nutricionista para adequar a sua suplementação de acordo com o seu esporte e seus objetivos, para um melhor resultado nos treinos.

Referências:
RAWSON, E. S.; MILES, M. P.; LARSON-MEYER, D. E. Dietary Supplements for Health, Adaptation, and Recovery in Athletes. Int J Sport Nutr Exerc Metab, v. 28, n. 2, p. 188-199, Mar 1 2018. ISSN 1526-484x.