Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

A glutamina é o aminoácido mais abundante no tecido muscular (só isso já deveria ser suficiente para despertar seu interesse por ela) e atua em diversas vias metabólicas, como sistema antioxidante, balanço ácido-base, transporte de nitrogênio, gliconeogênese etc.

Não se trata de um aminoácido essencial, ou seja, ela pode ser produzida por nosso corpo a partir de outros aminoácidos. Contudo, já é cientificamente comprovado que o corpo não consegue suprir a demanda exigida pelo exercício físico intenso (1,2). Treinos intensos reduzem a concentração de glutamina, sua menor disponibilidade diminui a resistência das células a lesões, e pode levar à apoptose (morte celular) (3,4).

SAIBA MAIS
IMPORTÂNCIA DA DIETA E SUPLEMENTAÇÃO PARA A MASSA MUSCULAR
GLUTAMINE – INTEGRALMÉDICA

A glutamina também atua no desenvolvimento e proliferação de células do sistema imune, bem como na manutenção de suas funções (5,1). A queda em sua concentração decorrente de exercícios físicos intensos facilita o desenvolvimento de doenças, especialmente do trato respiratório, como rinite e sinusite (4).

Se você não se recupera bem dos treinos, fica resfriado com frequência quando treina intensamente…considere suplementar glutamina!

Prefira os suplementos em pó e use, ao menos, 10 gramas. Eu costumo misturar 20 g de Gluta Fix Darkness com BCAA em pó Integralmédica e deixar a jarra na geladeira, consumindo ao longo do dia, ao invés dos refrescos em pó light que muitas pessoas têm o hábito de consumir.

Referências:
1- Nutrition; 18:971-7, 2002.
2- Life Sciences; 80:573-8, 2007.
3- Cell Biochemistry Function; 21:1-9, 2003.
4- Rev Bras Ciências Farmacêuticas; 36:202-12, 2000.
5- J Nutrition and Metabolism; 7:106-17, 2003.