Qual o tipo de treino de musculação para praticantes de luta?

A preparação física tem sido utilizada por lutadores principalmente para melhorar seu rendimento esportivo. As principais características desse tipo de treino é a especificidade, ou seja, realizar exercícios que simulem ou trabalhem capacidades físicas realizadas em um determinado tipo de luta.

De uma maneira geral, lutadores buscam melhorar capacidades físicas como força, potência, flexibilidade, capacidade aeróbia, resistência a fadiga, equilíbrio, entre outras. Isso faz como que o treino físico seja realizado de maneira dinâmica, utilizando exercícios multiarticulares com diferentes velocidades. Exercícios básicos, como agachamentos, remadas, supinos e levantamentos são indispensáveis para essa população, enquanto exercícios monoarticulares, como exercícios para bíceps e tríceps, são pouco utilizados. Outra característica desse tipo de treino é a simulação de um gesto esportivo utilizando algum tipo de sobrecarga, como cabos e elásticos.

Tudo isso faz com que a preparação física seja feita de maneira específica para o atleta. Assim, modelos alternativos de treinamento, como crossfit e treinamento funcional, têm ganhado cada vez mais adeptos. Nesses modelos de treinamento são utilizados prioritariamente exercícios livres, dinâmicos e que envolvam diferentes capacidades físicas, diferentemente da musculação tradicional, que utiliza máquinas guiadas e exercícios isolados.

Na musculação tradicional o treino é dividido de acordo com os grupamentos musculares, sendo geralmente dividido em peito, costa, bíceps, tríceps, ombros e pernas. Dentre os principais objetivos desse modelo de treinamento está o aumento da massa muscular e diminuição da massa gorda. Como o foco principal não está na melhora das capacidades físicas, a variação de estímulos é geralmente menor.

Compartilhe esse Post

Share on facebook
Share on twitter
Rolar para cima