Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

A creatina é a junção de aminoácidos em nossa musculatura que contribui para o aumento do desempenho físico e da massa muscular!

Quem pratica exercícios regularmente, naturalmente deve buscar por opções no mercado que contribuem para que haja o fornecimento de energia, para acelerar e recuperar os músculos, além de colaborar para o aumento da massa magra.

A partir desses produtos, aliados a uma boa dieta, a pessoa tem a oportunidade de conferir resultados mais atrativos, estando satisfeita com o seu corpo e com as práticas adotadas. A creatina, por exemplo, é um dos suplementos que trazem esses e outros ganhos, sendo muito utilizada por atletas.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você conheça mais sobre o assunto e tire todas as suas dúvidas. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a creatina?

A creatina é a junção de vários aminoácidos em nossa musculatura. Para o melhor entendimento, é preciso saber que em nossos músculos existem aminoácidos — estruturas menores — que se tornam proteínas — estruturas maiores. Além disso, existem aminoácidos que não viram proteínas, chamados de aminoácidos não proteinogênico.

Indicada para praticamente todas as pessoas, é o tipo de suplemento que mais tem comprovação científica de que de fato funciona e em diversos grupos de indivíduos. Ou seja, tanto homens, quanto mulheres que desejam aumentar o desempenho físico e a massa muscular podem utilizar esse produto — inclusive para a perda de peso!

Como inserir a creatina na rotina alimentar?

A dose diária de creatina geralmente recomendada é de 3 a 5 g por dia, mesmo nos dias em que não for treinar. Assim como qualquer outro tipo de suplemento, o acompanhamento profissional é o mais indicado para que se obtenha os resultados pretendidos e se possa tomar a creatina adequadamente. Por essa razão, a melhor estratégia seria a de procurar um nutricionista que trabalhe com esportes.

A partir de uma análise sobre os hábitos da pessoa e quais são os objetivos esperados, o profissional terá a capacidade de avaliar a quantidade de produto a ser ingerida, bem como as suas condições físicas. Assim, além de ingerir a quantidade correta, também é possível avaliar o desempenho ao longo do tempo.

Quais os principais benefícios em consumir a creatina?

Agora que você já sabe o que é creatina e como ela pode ser inserida na alimentação, chegou o momento de entendermos os principais benefícios de consumi-la. O primeiro deles é a capacidade de melhorar o desempenho de exercícios físicos de alta intensidade. A creatina consegue entregar energia para o organismo de uma forma muito mais rápida, fazendo com que a pessoa tenha muito mais êxito e força na prática.

Além disso, existem evidências científicas de que a suplementação com creatina pode melhorar a recuperação e também a síntese de proteínas musculares das pessoas, uma vez que ela aumenta a quantidade de água na célula muscular e funciona como uma estrutura antioxidante.

Outro ponto a ser destacado é o de que não existe nada comprovado sobre o suplemento trazer algum prejuízo na função renal ou algo parecido. No entanto, o principal cuidado a ser tomado é o fato de que é preciso ter o controle das dosagens. Assim como outros suplementos. pode haver danos para o seu corpo com o consumo em excesso.

Por fim, tudo indica que a creatina tem um papel antioxidante no que se refere a algumas doenças — Parkinson e Huntington, por exemplo. Assim, ela minimiza o efeito de moléculas oxidantes — estruturas que geram danos em nosso organismo —, o que as inibe de prejudicarem o organismo.

Quais as principais dúvidas sobre a creatina?

Existem algumas dúvidas que são comuns entre as pessoas sobre a creatina. A seguir, selecionamos quais são as principais, bem como alguns mitos e verdades da creatina.

A creatina engorda?

Não! Na verdade, o que acontece ao ingerir a creatina é que a substância armazena água dentro do músculo. Assim, ao ingerir o líquido durante o dia, o peso naturalmente vai ser maior na balança. No entanto, o ganho de peso está relacionado exclusivamente ao acúmulo de água nos músculos, o que é muito positivo.

É preciso sempre ter em mente de que ganhar um quilo na balança nada a tem a ver com ganhar um quilo de gordura corporal. Esse dispositivo é uma péssima ferramenta para avaliar se você ganhou ou não gordura de fato, pois só mostra o peso sem nenhuma análise nem avaliação das composições.

Por essa razão, novamente destaca-se a importância de contar com um apoio profissional, que vai auxiliá-lo a entender como está o desenvolvimento de seu corpo a partir das atividades e suplementos tomados.

Como tomar creatina e quais os principais cuidados?

A creatina pode ser tomada em qualquer horário do dia e em qualquer refeição, mantendo-se sempre a mesma rotina de ingestão.

Conforme abordado, os cuidados que merecem atenção em relação à creatina estão relacionados à ingestão de alta quantidade. Por essa razão, o nutricionista entenderá os seus objetivos e indicará a melhor dosagem para que você possa organizar a suplementação e a alimentação.

Mas afinal, como definir essa dosagem para que ela não seja em excesso? Normalmente, é indicada pelo seu peso. Assim, analisa-se a quantidade de massa muscular para que possa fazer uma avaliação mais precisa.

Existe, ainda, a necessidade de que a sua dieta seja equilibrada com todos os nutrientes. Exemplo: caso o seu objetivo seja a hipertrofia, é preciso ingerir a quantidade de proteínas necessárias, justamente porque os aminoácidos são importantes para a recuperação da massa muscular. Outro ponto de atenção está relacionado ao consumo de água, que deve ser entre aproximadamente 40 ml de água por kg corporal. Neste caso, uma pessoa de 80 kg deve consumir pouco mais de 3 litros de água por dia (80 x 40 = 3200 ml).

Existem alimentos com creatina?

Sim! Alguns alimentos, como as carnes, são fontes de creatina.

Creatina é tudo igual?

Não! Opte por marcas que possuam creatinas puras, sem adição de nenhum outro ingrediente como adoçantes, por exemplo. Você também pode encontrar creatina em pó ou creatina em cápsulas. Além disso, as creatinas que possuem o selo Creapure são ainda mais confiáveis. Matéria-prima de origem alemã e referência mundial na pureza e qualidade de produção da Creatina.

Neste conteúdo, você pôde entender algumas informações importantes sobre a creatina, como deve ser o seu consumo, quais são os principais pontos a serem considerados na hora de inserir em sua dieta, bem como a importância de um acompanhamento profissional.

Cada pessoa tem um organismo diferente e necessita de dosagens específicas para o seu corpo e para os seus objetivos. Dessa forma, existe a necessidade de uma análise personalizada antes de ingerir qualquer tipo de produto. Assim, seus resultados serão muito mais promissores!

Deseja conhecer os produtos disponíveis? Acesse nossa página e confira as opções!