Você sabe como identificar e evitar o overtraining no MMA?

overtrainning

Períodos intensos de treinamento são comuns para atletas profissionais ou amadores, especialmente quando o objetivo é aumento da performance, hipertrofia e perda de peso. Na realidade, esses períodos são planejados e muitas vezes essenciais para quebrar a adaptação provocada com a rotina de treinos, provocando um “choque” no organismo. Esse período é conhecido como overreaching.

Resumidamente, quando a intensidade e o volume de treinamento são aumentados, deve-se calcular um período de recuperação suficiente para que o organismo possa se reestabelecer. Esse período geralmente dura alguns dias, aonde o atleta diminui a intensidade/volume do treinamento (recuperação parcial) ou interrompe o treinamento, como na semana antes de uma competição importante de MMA, por exemplo. Quando esse período intenso de treinamento ultrapassa a capacidade de recuperação e de adaptação do corpo, o organismo pode apresentar estados de fadiga excessiva, provocando assim o overtraining.

Dentre os principais sintomas de overtraining, os mais conhecidos são:

• Redução no desempenho esportivo

• Incidência de contusões e infecções virais e bacterianas por queda de resistência imunológica

• Alterações no estado de humor

• Insônia

• Distúrbios alimentares

• Fadiga constante

• Depressão

• Instabilidade emocional

• Dificuldade de concentração durante o treinamento

• Diminuição da auto estima

• Dores musculares

• Alterações Bioquímicas


REFERENCIAS

Noce F., et al. Análise dos sintomas de overtraining durante os períodos de treinamento e recuperação: estudo de caso de uma equipe feminina da Superliga de Voleibol 2003/2004. Rev Bras Med Esporte vol.17 no.6 São Paulo Nov./Dec. 2011.

Rohlfs ICPM., et al. Relação da síndrome do excesso de treinamento com estresse, fadiga e serotonina. Rev Bras Med Esporte Vol. 11, Nº 6 – Nov/Dez, 2005

Armstrong LE, VanHeest JL. The unknown mechanism of the overtraining syndrome. Sports Med 2002;32:185-209.

Hendrickson CD, Verde TJ. Inadequate recovery from vigorous exercise. Physician Sportsmed 1994;22:56-64.

Tirapegui J. Nutrição, Metabolismo e Suplementação na Atividade Física. Ed. Atheneu, 2012, 2° Ed.

Compartilhe esse Post

Share on facebook
Share on twitter
Rolar para cima