Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Os pré-treino são comumente utilizados pelos praticantes de exercícios físicos. Normalmente são compostos por múltiplos ingredientes, entre eles temos a cafeína, composto bioativos popularmente conhecido. Usualmente consumida com o intuito de melhorar o desempenho nos treinos, a cafeína pode ser uma boa estratégia, já que melhora a ativação do sistema nervoso central, gerando alguns ganhos no exercício: melhora da potência e da força e maior concentração são alguns exemplos.

LEIA TAMBÉM: Mitos e verdades sobre pré-treinos e termogênicos

Pesquisadores norte-americanos publicaram recentemente um estudo que avaliou a utilização de múltiplos ingredientes em pré-treinos e sua eficácia. Os autores demonstraram que a maioria dos suplementos pré-treino possuem beta-alanina, citrulina e cafeína.

A beta-alanina é comumente utilizada para gerar parestesia (efeito coceira) e, consequentemente, um efeito placebo quanto ao aumento de desempenho no indivíduo. A função da citrulina é provocar a diminuição do processo de fadiga muscular, já que pode contribuir com o aumento da produção de óxido nítrico no indivíduo.

Já com a cafeína, além dos efeitos benéficos citados no primeiro parágrafo, os autores sugerem dosagens que variam de 3 a 6 mg por kg de peso corporal, ou seja, um indivíduo com 70 kg poderia consumir até 420 mg de cafeína pensando em desempenho (Jagim et al.,2019).

Devemos sempre lembrar que a suplementação de pré-treinos deve ser acompanhada de um bom consumo de carboidratos, uma vez que, sem a energia desse nutriente, dificilmente o indivíduo conseguirá executar um exercício de alta intensidade e ter um bom rendimento nos treinos.

A gente se vê na próxima, até mais pessoal!

SAIBA MAIS: Cafeína e desempenho físico

Referências bibliográficas:
JAGIM, A. R.; HARTY, P. S.; CAMIC, C. L. Common Ingredient Profiles of Multi-Ingredient Pre-Workout Supplements. Nutrients, v. 11, n. 2, Jan 24 2019. ISSN 2072-6643.